Oferta!
Religião  »  Sermões  »  CristãoReligião  »  Educação Cristã  »  GeralReligião  »  Teologia Cristã  »  Geral

Do Púlpito

,

R$29,56

REF: ut3617 Categorias , ,

Sinopse

Alguém já disse que a pregação é a coroa do ministério, e isso é a mais pura verdade. Não tem como alguém ser chamado ao Santo Ministério e não tenha a pregação da Palavra de Deus como o ápice de seu trabalho. A pregação é, portanto, de suma importância para a igreja, pois é por meio dela que conhece a vontade de Deus. É na pregação que o ministro se expressa. É na pregação que o ministro ensina o que aprendeu com o Senhor. Ainda que a pregação seja apenas a ponta do Iceberg do ministério pastoral, ela é de importância vital para o povo a quem ele ministra. Mas estamos vivendo em um tempo de decadência do ministério da Palavra de Deus. Muitos são aqueles que sobem aos púlpitos munidos de todo tipo de palestras de autoajuda e conselhos empresariais. E por isso a pregação da perfeita Palavra de Deus está ficando cada vez mais rarefeita. As pregações passaram de um clamor enérgico contra o pecado a uma conversa branda que massageia o Ego. Em séculos passados os crentes da Igreja Cristã discerniram as três marcas da igreja sem as quais uma igreja não pode ser considerada com uma igreja verdadeira: 1. O uso dos Sacramentos conforme a sua instituição: Batismo e Ceia do Senhor; 2. O Exercício da Disciplina; 3. A ministração da Perfeita Palavra de Deus. E o que temos visto ao nosso redor de essa marca da igreja verdadeira a cada dia tem sido eclipsada por todo tipo de entretenimento e/ou substituída pelas palestras motivacionais, pois toda a “pregação” que não tenha base na Palavra de Deus não passa de uma palestra. É patente que temos que retornar aos dias em que todos os cristãos amavam as ministrações da Palavra de Deus. Como nos dias do pregador inglês Charles Haddon Spurgeon, quando as pessoas andavam horas à cavalo, a pé ou de carroça, para ouvir os sermões dominicais desse homem de Deus. Ou aos dias de John Wesley que percorreu milhares de quilômetros a cavalo para ministrar às comunidades de trabalhadores que eram desprezados pelas igrejas institucionalizadas. Na verdade precisamos aprender a amar a pregação da Palavra de Deus. A presente obra constitui-se no labor do autor no ministério da Palavra que por muitos anos foi sua principal ocupação. Cada esboço de sermão aqui apresentado foi regado com muitas lágrimas e orações, que foram misturados ao fertilizante da Unção do Espírito Santo. Muitos outros esboços foram compartilhados no blog do autor que tem recebido muitos comentários positivos. Mas esses são totalmente inéditos, alguns deles foram produzidos há mais de quinze anos e pregados com todo o carinho e unção. Esperemos que este livro possa abençoar seu ministério abrilhantando suas pregações.

Informações Adicionais

Editora

Nº Páginas

156

Tamanho

14,7 x 20,9 cm

Autor(a)

Ranking

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Do Púlpito”