Oferta!
Poesia  »  Assuntos & Temas  »  Geral

Segunda Carta Celeste para o Hemisfério Sul

,

R$31,95

REF: ut6641 Categoria

Sinopse

Quando em 1992 lí “Os cantos” do poeta Ezra Pound, (tradução e introdução de José Lino Grünewald, lançado pela editora Nova Fronteira em 1986), o que mais me chamou a atenção naquele momento foi a riqueza de imagens que transpassa toda aquela obra.

No poema “Carta Celeste para o Hemisfério Sul” que foi escrito em 1991, eu havia criado através da aglutinação de palavras os termos: joycecanto, poemallarmaico e poudeuma. O “Carta Celeste” é um poema dividido em três partes ou movimentos e que tenta expressar o nascimento do poema, (“vem a tona o monstro”), o qual orfEU, que é a imagem do poeta, tem que dominar (“monta o mostro orfEU”), mas o “pássaro verbo resiste, desfia as alturas” e por fim orfEU, como ícaro, tenta alçar vôo para dominar o poema e acaba, como no mito, chegando próximo demais da luz (“voa mais alto pássaroícaro) não resistindo e caindo (“vertigenasas desabando”), morrendo o herói-poeta e sobrevivendo o poema-criação. Na época, Joyce, Mallarmé e Pound representavam, pra mim, o ápice da criação literária, o “até aqui e não mais além”.

Sabendo que Pound tinha como projeto pessoal a criação de um “Paideuma”, que seria a coletânea de versos considerados por ele como “pedras de toque” da poesia universal. Resolvi então, como experiência, separar alguns versos de “Os Cantos” que eu achasse belos ou interessantes, e assim organizei e fiz uma espécie de “Poundeuma”, que seria a coleção das pedras de toque daquele poeta.

Parei a jornada no canto 30. No decorrer da construção do trabalho uni os versos e construi um poema, depois fragmentei o poema em partes, o que resultou em um trabalho muito interessante e rico. A forma dos poemas foram dadas por mim, dentro do estilo que é carcteristico em meu trabalho.

Foi uma experiência por demais gratificante e enriquecedora para mim como poeta, um exercício de criação. Para o leitor uma panorâmica, rápida, na obra de um dos maiores poetas da literatura mundial.

Informações Adicionais

Editora

Nº Páginas

88

Tamanho

13,9 x 21 cm

Autor(a)

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Segunda Carta Celeste para o Hemisfério Sul”