Oferta!
Tecnologia & Engenharia  »  Sensoriamento Remoto & Sistemas de Informação Geográfica

MARCO GEODÉSICO, ESSE “ESTRANHO” CONHECIDO

,

R$21,73

Sinopse

Em Pitanga possuímos dois Marcos Geodésicos, um colocado em 1978 e outro neste milênio, onde foram colocados em locais diferentes marcando o meio do estado do Paraná.
Como o primeiro é uma marcação geodésica do tipo aerofotogrametria e o segundo do tipo GPS, colocado por um satélite, alguns pensam que a marcação do segundo está equivocada.
Não está, mas ela está em local diferente da primeira por causa de uma mudança no mapa do estado do Paraná em 1982, quatro anos após a colocação do primeiro Marco geodésico.
Onde a ponte que faz divisa entre Santa Catarina e Paraná na cidade de Rio Negro (com Mafra em Santa Catarina), que antes fazia parte do território paranaense, passou a fazer parte do estado catarinense, tendo mudado nosso mapa, em alguns metros.
E são esses metros que fazem diferir a colocação de um marco de outro.
Além do tipo de tecnologia utilizada para fazer a medição, mais avançada que a primeira. Que é precisa, pois é feita via satélite
A primeira também não estava equivocada na época em que fora colocada, mas com o passar dos anos e a rotação da terra, houve uma mudança de uma para outra, além do evento da ponte, entre estados, que passou das mãos paranaenses para as mãos catarinenses.
Explico isto e muitas outras coisas além para você que é tão curioso quanto eu, e deseja saber por que temos marcos geodésicos, e para que serve isso afinal. Espero que gostem da leitura.

Informações Adicionais

Editora

Nº Páginas

36

Tamanho

14,8 x 21 cm

Autor(a)

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “MARCO GEODÉSICO, ESSE “ESTRANHO” CONHECIDO”